Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 22 de setembro de 2013

Foi Show: Seletivas do Se Rasgum 2013

Noticiamos em primeira mão na madrugada deste domingo as bandas classificadas nas Seletivas do Festival Se Rasgum 2013, bem como as primeiras atrações confirmadas para o evento que acontece de 11 a 16 de novembro em Belém (http://somdonorte.blogspot.com.br/2013/09/se-rasgum-anuncia-primeiras-bandas-da.html).

É hora então de comentarmos as apresentações das dez bandas que concorreram às quatro vagas. De forma geral, todas estiveram bem e demonstraram condições de estar no palco da 8ª edição do festival. O nível elevado das atrações, que expressaram boa parte da diversidade da cena paraense, com certeza deu bastante trabalho aos jurados Anderson Araújo (jornalista), Cláudio Darwich (músico) e Léo Bitar (DJ). Também votou o público presente ontem no Hotel Gold Mar. Enfim, foram três horas e meia de muito som (contados do começo do show de Juca Culatra, às 21h46, até o final porrada com All Still Burns, às 1h19 já deste domingo). Vamos pela ordem de entrada no palco:

  • Juca Culatra - Representou o reggae na noite. Cantou músicas do primeiro CD, de 2011 ("Crioulo Doido" e "Brócolis") e do novo Breggae ("Minha Amiga", com a qual abriu o show). Foi o único que cantou para um público ainda reduzido no Gold Mar. 


  • A República Imperial - A banda, formada por 8 integrantes, é recém-criada. Tanto que ontem realizou seu primeiro show (simm!). Mas nem parecia, tal a desenvoltura que demonstrou. Seu som pop, com influências de bolero cubano (evidenciadas pelo trompete), contagiou o público que já começava a se fazer mais numeroso. Foi uma das belas surpresas das Seletivas. 

  • Cais Virado - Outra que contagiou o público, principalmente a partir da segunda canção, quando a banda entrou firme no rock  (já que a primeira, "Sobrenome", do single de estréia da banda, é mais lenta). Até a vocalista Keila Monteiro tirou o sapato para dançar mais à vontade no palco. 

    Projeto Secreto Macacos
  • Projeto Secreto Macacos - Sua experimental mistura de jazz e rock, que entusiasmou o cantor Otto no Se Rasgum de 2010, pendeu bem mais para o rock na noite de ontem, num set bastante pesado. Foi uma das classificadas.

  • Enfim Nós - Surgida em 2011, tem feito poucos shows desde então. Apresentou canções pop bem construídas. Destaque pra canção que fechou o set, "O Velho Fatorial". 

  • Meio Amargo - Outra banda novíssima, comemorava ontem o lançamento de seu primeiro EP dois dias antes. Foi a única banda a ter uma certa mise-en-scène - começou com o vocalista Lucas Padilha tocando violão sozinho no palco, em seguida os outros três integrantes foram até o microfone da bateria e, apenas mexendo a boca, simularam estar cantando o rock-balada. As músicas seguintes foram mais dançantes. 

  • The Tump - Única representante do interior na noite (os músicos são da cidade de Peixe-Boi). Fiel à sua proposta de "no guitars", tem dois baixos e uma bateria. A baixista e vocalista Bárbara Lobato consegue fazer seu baixo soar às vezes como guitarra. Iniciou o set com uma canção em espanhol. e foi uma das bandas mais aplaudidas da noite. 

    Arthur Espíndola
  • Arthur Espíndola - Fez uma apresentação concisa (tanto que usou apenas 11 dos 15 minutos a que todos tinham direito), mandando três sambas de sua autoria, incluindo o já sucesso "Tô Fora de Moda". Colocou todo mundo pra dançar e foi um dos classificados. 




  • Som do Pau Oco - O grupo de carimbó comandado por um paulista (que confessou ter se apaixonado pelo ritmo ao conhecê-lo na praia de Algodoal) também fez todo o Gold Mar dançar. O set da banda teve a única participação especial da noite, a da cantora Nanna Reis (que, depois de dividir os vocais na divertida "Amigos do Tchochó", foi reforçar a percussão). Foi uma das classificadas.

All Still Burns
  • All Still Burns - A banda encerrou a noite com muito metal, exibindo suas influências que vão do metal core ao death metal melódico. Fez muita gente banguear e foi uma das classificadas.




Encerrando a noite, houve o show do cantor Wado, catarinense radicado em Maceió, e que não voltava a Belém desde o Se Rasgum de 2008. Foi durante seu show que se anunciaram as bandas classificadas pelas Seletivas.

2 comentários:

  1. querido, vc pegou essa foto do meu facebook sem avisar! pelo menos perguntar se pode!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, agi equivocadamente, queira desculpar. A foto já foi removida de nossa postagem.

      Excluir