Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

domingo, 19 de agosto de 2012

Foi Show: De Tudo

Foto: Milena Andrade

 Na terça, 14 de agosto, assisti ao espetáculo De Tudo - Música + Poesia, que Renato Gusmão e Renato Torres apresentaram no Teatro Cláudio Barradas (Belém). A apresentação comemorou o primeiro aniversário do projeto (estreado em duas sessões, a 5 e 12 de agosto de 2011, no Espaço Aberto Ná Figueredo). Cheguei a noticiar a estreia - http://somdonorte.blogspot.com.br/2011/08/agenda-belem-de-tudo.html) -, mas quis o Destino que só neste dia 14 eu visse pela primeira vez o De Tudo, que nesses 12 meses já circulou por diversos espaços da cidade e em novembro integrará a programação da Festa Literária de Rondônia. 

 
Flyer da estreia, que teve participação de Luê

Reunindo, como fica claro no subtítulopoemas e canções, De Tudo é um espetáculo cujo formato está se aproxima mais do teatro do que do esperado de um show musical. Músicas e poesias se sucedem, convidados entram e saem do palco, e não se ouve palavra alguma fora dos textos de canções e poemas.


Renato Torres escreve enquanto Pedrinho Cavalléro canta
(esta e as outras fotos, exceto as creditadas, são do álbum
de Renato Gusmão no Facebook)

Mas não se imagine por isso que De Tudo seja um espetáculo onde tudo é marcadinho-quadradinho-e-tal. Há, digamos, dois níveis de realização. Em um deles, o principal, há sempre alguém recitando (quase sempre o Gusmão, e em alguns momentos o Torres também, às vezes os dois juntos) ou cantando (o Torres e/ou os convidados). No outro nível, o Renato que não estiver na ação principal fica livre para circular pelo palco. Na foto acima, vemos o Torres escrevendo um poema num dos pedaços de papel que compunham o chão-cenário (que, ao final, o público pôde levar para casa! simmm!). Depois do show, Renato Torres me falou que num desses momentos lhe veio na cabeça um poema inédito, ou ao menos o início dele, e já se acertou que Marcelo Sirotheau irá musicá-lo. Gusmão também escreveu diversas vezes, chegando a mostrar ao menos um cartaz onde grafara Música + Poesia

Renato Gusmão, Marcelo Sirotheau e Renato Torres

Embora também tivessem liberdade para se movimentarem, os convidados se mostraram mais comedidos. Sirotheau sentou-se logo que chegou ao palco, mas levantou em seguida e abraçou Renato Torres enquanto este cantava sua parte de "Perplexo", parceria dos dois (Torres e Sirotheau). Já Sonia Nascimento (foto abaixo) pouco se movimentou, ficando boa parte de sua participação ao fundo do palco. 



O repertório musical do espetáculo é composto de canções de Torres e Gusmão juntos, ou de cada um deles com parceiros variados como Pedrinho Cavalléro, Natália Matos (acima, com Renato Torres na foto de Milena Andrade) e Vital Lima. 

Era de Vital e Gusmão a única música que eu já conhecia do espetáculo, "Dos Zens", cantada por Nanna Reis (ao lado com Renato Torres). Quando trabalhei com Nanna, no segundo semestre de 2010, ela me contou que Renato Gusmão foi o primeiro a lhe dar "moral" como cantora, chamando-o para seus shows músico-poéticos da série "Cor da Pátria" desde que ela era adolescente. Era natural, portanto, o convite de Gusmão para que Nanna colocasse seu afinado vozeirão também a serviço do De Tudo. 

Bom, já falei que só o que se ouve em De Tudo são os textos dos poemas e as letras das músicas. Ou seja, esse aspecto poderia constrastar com o caráter livre dado à movimentação dos Renatos e convidados. Até contrasta, ma non troppo. Há pelo menos um momento em que a liberdade é estendida ao que se canta - trata-se da hora em que Torres e Gusmão improvisam, incluindo pessoas presentes na plateia e outras importantes para a realização do espetáculo, todos saudados como habitantes da palavra. Fui um dos agraciados no dia 14 :) Já Pedrinho Cavalléro recebeu uma saudação ainda mais especial, pois Torres o anunciou como cavaleiro da palavra. Foi um dos momentos mais aplaudidos de um belo espetáculo, que recomendo. Não deixem de ver os Renatos em De Tudo nas próximas apresentações, que serão devidamente anunciadas aqui pelo Som do Norte

Seja um habitante da palavra você também!


4 comentários:

  1. Fábio,

    maravilha de resenha, muito agradecido e feliz de teres estado neste De Tudo!

    abraços!

    r

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato, parabéns a você e ao Gusmão, o De Tudo está literalmente um espetáculo.

      abraços!

      Excluir
  2. Esse tipo de atitude poderia ser bem mais frequente em todas as produções de espetáculo, aqui em nossa cidade de Belém do Pará. O que precisamos é exatamente dessas resenhas que o Fabio gomes comete, após cada show em que ele assiste.
    Devo ser etenarmente grato, por isso!

    Renato Gusmão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Gusmão, creio estar assim exercendo meu papel como jornalista cultural. Seria bom para a cena como um todo que houvesse outros, com certeza.

      Excluir