Aqui se fala do som dos estados do Norte do Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

sábado, 30 de abril de 2011

Foi Show: Aniversário da Gigi Furtado


O Fuxico lotou ontem para a comemoração do aniversário da Gigi Furtado. Quem chegou cedo para garantir um bom lugar, pôde acompanhar o gig da cantora Ingrid Serruya. Arthur Nogueira deu uma passada por lá nessa hora, mas preferiu ir cumprimentar Gigi no Leblon, onde ela cantou antes de ir pro Fuxico.

Gigi chegou ao Fuxico por volta da meia-noite, e sem demora começou a mandar seu som pleno de suingue, relendo clássicos como "Kid Cavaquinho" (João Bosco - Aldir Blanc), os jorge-bens "Mas que Nada" e "Que Pena", além de vários sucessos de Clara Nunes ("Conto de Areia", "Tristeza Pé no Chão", "Lama"...) - aliás, lembrando, Gigi volta a apresentar seu show-tributo a Clara no dia 19 de maio, no Teatro Margarida Schivasappa, repleto de participações especiais (14, ao todo).

A noite contou ainda com muitas & excelentes canjas: Débora Vasconcelos, Iara Mê, Joelma Klaudia, Juliana Sininmbú, Luê e Arthur Espíndola (este com uma pequena ajuda de minha parte, já que ele não lembrava da segunda parte de "Alguém me Avisou", de Dona Ivone Lara). Também estavam presentes Sol Raiol (que esteve no Fuxicando passado) e Reginaldo Vianna - atração do próximo Fuxicando, dia 3 de maio. A festa!

Foi Show: Pocket Show Trelelê


A foto ao lado mostra Aíla num momento da gravação do CD Trelelê. Por conta de sua dedicação total ao registro do primeiro disco, a cantora tem feito raríssimas apresentações em Belém desde o final de sua temporada de janeiro no Bar Municipal - em abril, afora uma participação na festa de aniversário, justamente, do Municipal, no dia 14, Aíla só fez dois pockets shows de preview do CD, no SESC Boulevard, o primeiro dia 8 (exatamente no mesmo horário do Som do Norte na Saraiva com o Projeto Charmoso), o segundo ontem.

Assim como no dia 8, acompanharam Aíla músicos que gravam o CD com ela. Ontem, porém, foram apenas três deles - Felipe Cordeiro (guitarra), Camila Barbalho (baixo) e Arthur Kunz (bateria) -, ou melhor, quatro, já que houve a participação especial de Renato Torres (guitarra) em "À Sua Maneira", de Felipe (não consigo imaginar esta música sem a guitarra de Renato), e "Qualquer Esperança", de Renato com Ana Flor (que Aíla elogiou como a que mais gosta do futuro disco). Estas as participações ensaiadas. Mas, a pedido de Aíla (e da plateia), Renato aceitou tocar também em "Garota" (Alípio Martins), fazendo uma base segura permitindo belos solos à la guitarrada de Felipe.

A plateia vibrou muito com "Proposta Indecente" (Dona Onete), "À Sua Maneira"" e "Trelelê" (Felipe - Iva Rothe) - esta, a escolhida pro bis, com Aíla indo cantar o refrão junto de Camila para que ela pudesse fazer o vocal de resposta, já que só havia um microfone no palco.

A interpretação de Aíla me pareceu bem mais segura do que na estreia do show Trelelê, em 8 de setembro de 2010 (não que na ocasião ela não estivesse bem, o caso é que ela evoluiu bastante desde então). Embora a cantora tenha lamentado estar tocando com grupo reduzido (chegou a chamar Davi Amorim para fazer guitarra base, mas o músico teve um imprevisto), o que se ouviu foi um som coeso, versões mais maduras das canções, fruto com certeza de tantos ensaios e horas de estúdio que esta galera passou debruçada sobre este repertório. Agradou-me muito, em especial, a versão apresentada ontem de "Todo Mundo Nasce Artista" (Eliakin Rufino).

Aos que não foram ao show, um aviso: Aíla revelou não ter planos de fazer outros shows antes do lançamento do CD, marcado para setembro (!). Esperamos que não seja preciso aguardar tanto tempo para voltar a ouvir a incrível ao vivo.


sexta-feira, 29 de abril de 2011

Na Rede: Cooperativa dos Músicos de Tarauacá



Por Raimundo Accioly*

Aconteceu na última quarta feira uma importante reunião entre os músicos de Tarauacá, representantes do Sebrae - Acre, equipe do Governo do Estado e representantes dos Músicos do Acre, para uma importante discussão sobre a fundação de uma Cooperativa da Categoria. Em breve acontecerá uma grande assembléia com todos os músicos para oficializar a criação da entidade.

* Publicado originalmente

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Agenda Belém: Fuxicando com Reginaldo Vianna

O primeiro Fuxicando do mês de maio terá como convidado Reginaldo Vianna, que apresenta o show De corpo, alma e som, que antecipa o clima (e algumas faixas) do CD Azul, que o cantor e compositor prepara para lançar no segundo semestre.

Comumente chamado de poeta pelos colegas da música, Reginaldo busca o cuidado estético e a coerência de letras e temas. O show De corpo, alma e som, que elaborou para circular pelos bares da cidade neste ano, segue uma linha que revela antigos e novos sucessos musicais, próximos de sonoridades e interpretações com identidade, mesclando baladas, samba, bossa, funk, apresentando de Wilson Simonal a seu xará Reginaldo Rossi, na certeza de chamar a atenção do público para o texto e o suingue das novas versões propostas:

- Meu anseio é ver as pessoas cantando e interagindo comigo, felizes por serem prestigiadas com músicas que conheçam - afirma, que em junho do ano passado fez o show Audaz, no Teatro Margarida Schivasappa, com proposta musical semelhante.

Nascido em 1971, Reginaldo Vianna tem 18 anos de carreira. Começou estudando canto lírico, e a partir de 2002 voltou-se para a música popular, estreando na ocasião o show Íntimo. Seguiram-se outros espetáculos marcantes, como Parque e Jardins e Canto do País, este com mais de uma apresentação. Em 2008, estreou o show As Palavras e iniciou a produção do CD Azul. Ambos, aliás, estavam intimamente ligados - foi no show As Palavras que o público pôde escolher as canções que farão parte do CD, que terá apenas músicas de Reginaldo em parceria com outros músicos paraenses.

Paralelamente à carreira artística, Reginaldo tem atuado como produtor cultural - coordenou a pré-produção da 11ª Feira Pan-Amazônica do Livro, em 2007. Atualmente, é assessor técnico da Coordenadoria de Interiorização da Fundação Carlos Gomes, sendo responsável pelo projeto Música Interior, e diretor artístico do ponto de cultura Associação Amazônica de Difusão Cultural, Social e Ambiental. Também atua, desde maio de 2010, como comentarista cultural na TV Cultura do Pará.

SERVIÇO

Fuxicando com Reginaldo Vianna
Espaço Cultural Fuxico
(Trav. Rui Barbosa, 1861, entre Conselheiro Furtado e Mundurucus)
Data: 3 de maio, terça, 21h
Passaporte: R$ 10
Realização: http://www.somdonorte.com.br/

Na Rede: Site da Veludo Branco

A banda Veludo Branco colocou no ar nesta quarta seu site, http://veludobranco.blogspot.com/ - o local ideal para os fãs da banda roraimense acompanhar suas notícias, conhecer melhor os integrantes da banda e o CD Veludo Branco Rock'n'Roll, saber a agenda de shows, ver vídeos e fotos e ainda entrar em contato com os caras.

Na aba "Release", constam algumas resenhas de shows, inclusive a que escrevi sobre a participação da Veludo na Quarta Louca do Dr. Jekyll que rolou em Porto Alegre em 17 de março de 2010.

Garantido divulga a capa do CD 2011


O Boi Garantido, de Parintins (AM), divulgou na manhã desta quinta a capa do CD com suas toadas de 2011: Miscigenação.


quarta-feira, 27 de abril de 2011

Foi Show: Fuxicando Samba

Marcelo Ramos, Sol Raiol e Gilmar
(fotos: João Alves)

Difícil descrever o que foi o Fuxicando Samba ontem - tarefa ainda mais ingrata quando cabe ao próprio promotor do evento (eu). Mas como a pessoa que convidei para escrever sobre o show não pôde ir, lá vamos nós.

Acompanhando-se ao violão, João Alves cantou músicas suas (algumas em parceria com Larissa Leite que, como ele lembrou, fez participação especial no show dele que abriu a primeira Noite Som do Norte, em setembro passado), mandou ver clássicos de seu (nosso) ídolo Chico Buarque (entre elas "Samba de Orly" e "A Rita") e contou passagens curiosas da sua ainda curta carreira.

Em seguida, houve uma canja de Juliana Sinimbú com participação de Arthur Espíndola, à qual se juntaram logo logo os músicos que foram acompanhar Sol Raiol (Marcelo Ramos, violão, e Gilmar, percussão) e o próprio João.

Sol Raiol

O repertório de Sol contou com grandes clássicos do samba e da MPB, como "Juízo Final" e "A Flor e o Espinho" (ambas de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito), "Aquarela do Brasil" (Ary Barroso) e "Inútil Paisagem" (Tom Jobim - Aloysio de Oliveira). Nessa hora uma participação especial da mãe de João, que, visivelmente emocionada, declamou um poema em homenagem a seu pai. Logo depois João cantou "Eu Sei que Vou te Amar", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, intercalado com o "Soneto de Fidelidade", do próprio Vinicius.

A partir daí, houve uma série de canjas e intervenções, que só teria como enumerar de fato se eu tivesse anotado uma por uma (o que eu poderia ter feito, é claro, mas com certeza teria curtido bem menos). Juliana deu outras canjas - inclusive cantou "Último Desejo", de Noel Rosa, e "A Volta do Malandro", de Chico Buarque, além de apresentar três novas músicas que compôs no feriadão de Tiradentes/Semana Santa/Páscoa. Luê também deu canja, além de receber uma homenagem - uma das duas músicas que João e Renato Rosas compuseram ali mesmo, em pleno Fuxicando (sim! sério!), simplesmente o título de... "Luê". As duas novíssimas composições já foram cantadas em seguida. (Além de fazer isso tudo, João ainda encontrou tempo para tirar as fotos que ilustram este post).

Merecem destaque ainda os duetos dos violões de Marcelo com Renato, que passaram por clássicos como "Assanhado" (Jacob do Bandolim) e "Brejeiro" (Ernesto Nazareth) - Juliana disse que Renato está no nível dum Yamandú Costa (e eu, que vi Yamandú começar em Porto Alegre, concordei). Eu intervi o mínimo possível, para não cortar o clima maravilhoso de criatividade & arte que havia no ar e que já tornou inesquecível o Fuxicando d'ontem. Praticamente limitei-me a transmitir o elogio do radialista Fabrício Rocha, da Rádio Cultura, que havia recebido Sol e João pela manhã para participar do Conexão Cultura, com Arthur Nogueira: todos na rádio ficaram encantados tanto com os trabalhos do João quanto da Sol, inclusive quase mobilizaram uma equipe para gravar o show de ontem (teria sido ótimo!). A proprietária do Fuxico, Geuliana Rupf, também gostou muito de Sol, tanto que a chamou para cantar novamente na casa já nesta quinta, dia 28.


A animação também contagiou quem preferiu ficar no ambiente descoberto do Fuxico (foi a primeira terça sem chuva à noite desde que começamos). No grupo acima, destaca-se a produtora Glaíde Carvalho (2ª à direita, de blusa quadriculada).

terça-feira, 26 de abril de 2011

Central de Abastecimento: City Love - The Baudelaires


A banda paraense The Baudelaires apresenta nesta terça-feira seu novo EP, City Love, lançado simultaneamente pelo Som do Norte e pelo blog Zap'n'Roll, que o jornalista Humberto Finatti mantém dentro do site Dynamite. Finatti inclusive já dedicou uma longa postagem ao EP - E os Baudelaires, de Belém, salvaram o zapper suicida da morte no final do feriadão…, inclusive dizendo que: sem nenhum favor, os Baudelaires são, nesse momento, uma das dez melhores bandas em atividade no Brasil.

(Enquanto isso, sábado no Café com Arte, uma jornalista de veículo local tentava me convencer que 'todas boas bandas de Belém já acabaram ou se mudaram para São Paulo'...)

O quarteto belenense tem se mostrado uma banda das mais ativas, gravando com frequência - depois de estrear em 2009 com o CD Lonely Youth, em 2010 foi a vez do EP Little Rino e do CD School Days, o Disco do Mês do Som do Norte de setembro do ano passado (ouça no Música do Norte).

Clique na capa para baixar o pacote de lançamento, que inclui capa, contracapa e encarte, mais uma pasta com todas as letras.


CITY LOVE
The Baudelaires - 2011

1 - Say You Want Me
2 - Pam
3 - Time
4 - Oh, Girlfriend
5 - Teletransportation Now
6 - City Love - participação especial: Didi Fadul
7 - Proud Losers (bonus track)


Mp3 - 128 kbps - 44 KHz
Duração - 26:47
Lançamento virtual - 25.4.11

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Agenda Belém: Programação de maio do Fuxicando


É com grande satisfação que anunciamos a programação de maio do Fuxicando. Os dois primeiros, em que tivemos, respectivamente, as presenças de Juliana Sinimbú e Lia Sophia, repercutiram muito e levaram muita gente ao Espaço Cultural Fuxico, ainda mais se considerarmos que o evento acontece às terças. Em função disso, a casa fez questão que mantivéssemos a parceria.

Agende-se:

MAIO (terças)

  • 3 - Reginaldo Vianna
  • 10 - Cacau Novais
  • 17 - Dulci Cunha
  • 24 - Jeanne Darwich


CD Voz do Sentimento já está à venda em Belém


O CD Voz do Sentimento, da cantora Jeanne Darwich, já pode ser encontrado nos seguintes pontos de venda em Belém:

Lojas Ná Figueredo
  • Gentil - Av. Gentil Bittencourt, 449, Nazaré - Fones: (91) 3224-8948 e 3224-2592
  • Estação das Docas - 2º andar do Galpão 1 - Fone: (91) 3212-3421
Saraiva MegaStore

Boulevard Shopping – Av. Visconde de Souza Franco, 776 – Loja 233 / 2º piso, Reduto
Fone: (91) 3241-3950

Fox Vídeo
  • Loja - Trav. Dr. Moraes, 584
    Entre Rua Mundurucus e Av. Conselheiro Furtado
    Belém-PA (91) 4008-0007

O preço sugerido para o CD é de R$ 25,00.

Agenda Belém: Tributo a Clara Nunes


No dia 19 de maio, uma quinta-feira, a cantora Gigi Furtado volta a apresentar seu show Conto de Areia - Tributo a Clara Nunes a partir das 20h no Teatro Margarida Schivasappa. Assim como em seu primeiro show solo (Na Veia da Vêga, de 2009), este show tem o apoio do Som do Norte.

A lista de convidados é tudo-de-ótimo, reunindo alguns dos melhores artistas de Belém: Eloi Iglesias, Alba Maria, Mariza Black, Iara Mê, Nean Galuccio, Flávia dos Anjos, Adriana Cavalcante, Ligia Saavedra, Jeanne Darwich, Adriana Malato, Lucinha Bastos, Adelbert Carneiro e Carlos Vera Cruz.

Também em maio, a agenda da cantora inclui um evento promovido por este blog: o Som do Norte na Saraiva, dia 13 (sexta).


Três festivais do Norte contemplados no Programa Petrobras Cultural 2011

Na quarta, 20 de abril, a Petrobras anunciou os projetos contemplados no Programa Petrobras Cultural 2011. Dos 11 projetos de festivais de música aprovados, três são da Região Norte:
  • 6º Festival Se Rasgum - Belém, PA
  • 7º Festival Varadouro - Rio Branco, AC
  • 4º Festival Quebramar - Macapá, AP

Também informaram alguma ligação com o Norte outros dois festivais:

  • Nome do Projeto: XXX OFICINA DE MÚSICA DE CURITIBA
    Protocolo: 78
    Segmento: Música Erudita
    Proponente: ICAC - Instituto Curitiba de Arte e Cultura
    Estado do Proponente: PR
    Abrangência: AC, ES, PB, RO, AL, GO, PR, RR, AP, MA, PE, SC, AM, MT, PI, SE, BA, MS, RN, SP, CE, MG, RS, TO, DF, PA, RJ
    Resumo: O evento prevê a realização gratuita de oficinas, master classes e apresentações de orquestras, coros e grupos musicais ao longo de 30 dias com renomados músicos do Brasil e do exterior. O projeto contempla 1.600 alunos de todo o Brasil, através de 90 cursos, e será realizado na cidade de Curitiba (PR).
  • Nome do Projeto: 17º GOIÂNIA NOISE FESTIVAL
    Protocolo: 113
    Segmento: Música Popular
    Proponente: Monstro Produções Ltda.
    Estado do Proponente: GO
    Abrangência: AC, ES, PB, RO, AL, GO, PR, RR, AP, MA, PE, SC, AM, MT, PI, SE, BA, MS, RN, SP, CE, MG, RS, TO, DF, PA, RJ
    Resumo: O festival de rock, realizado em Goiânia (GO), mostra no Centro-Oeste a cena musical independente de todo o Brasil em três dias de apresentações e dois dias de debates, painéis e oficinas.

A relação completa está disponível num hotsite da Petrobras - clique aqui para abrir o pdf

domingo, 24 de abril de 2011

Foi Show: 2 Anos de La Orchestra Invisível


La Orchestra Invisível comemorou seu segundo aniversário em grande estilo no Café com Arte (Belém), na noite de ontem, Sábado de Aleluia. A banda fez o show principal, interpretando canções como "Andarilho" e "Quadros da Fase Azul", já conhecidas do público, cuja presença foi expressiva considerando-se que estávamos (ainda estamos!) em meio ao maior feriadão do ano. La Orchestra fez a primeira audição de uma inédita, recém-escrita por seu vocalista e guitarrista Marcelo Kahwage, e ainda sem título. O set list incluiu um cover, curiosamente em inglês (afora isso, todo o show foi em português).

Quem também lançou música nova foi a Paris Rock, que abriu os trabalhos. Enfim foi apresentada "Bregote", parceria do guitarrista Yuri Malcher com Fernando Jatobá da Brown-Há, de Brasília. A banda iria estrear esta canção em sua participação no Grito Rock Belém, em 19 de março, porém como aquele dia a programação atrasou o show da Paris foi suspenso. Além de outras músicas já seladas no set list, como "Nobre Desfecho", "Amor Amor" e "À La Jovem Guarda", neste sábado a Paris também mandou um cover de "Feche os Olhos", versão de Renato e Seus Blue Caps para "All My Loving", dos Beatles.

Larissa Xavier (da Orchestra) fez uma participação especial no show da Stereoscope, que tocou vários sucessos dos CDs O Grande Passeio e Conjunto de Rock, entre eles "Canção que Não Toca no Rádio" e "Ela Acorda Cedo".

Animação não faltou, nem na pista comandada pelos DJs Masato (Bug!), Mandy (PeggyParty) e Tita Padilha, nem no palco onde tocaram as bandas. Uma pena, porém, que durante os shows (menos no da Paris Rock), o som tenha apresentado constantes microfonias - chega uma hora em que isso fica um pouco cansativo para ouvidos mais exigentes (como os meus), mas, é claro, nada que tenha tirado o brilho do evento. As bandas, os DJs e o Coletivo Megafônica estão de parabéns!

Na Rede: Grito Rock Porto Velho


O Coletivo PVH Caos postou em seu blog, ontem, este vídeo em que retrata o Grito Rock Porto Velho, realizado nos dias 18 e 19 de março.



Vocês podem observar que o vídeo não identifica os artistas e bandas cujos shows aparecem. De acordo com o próprio blog do PVH Caos, a programação do dia 18 contou com Jam, AP-12, Beradelia e Bado e o Bando. Já no no dia 19, se apresentaram: Osdonorte, Theoria das Cordas, Malcriados, Neck e Maxx V8 (de Ji-Paraná). Além da programação musical, os dois dias tiveram outras manifestações artísticas: artes plásticas com Gaspar Knyppel, roda de poesia e literatura sob o comando de Jean Ricardo, intervenções teatrais com o Homem Planta (Eli Chatealbreante) e mesa de caricatura com Paulo Nery.

Música do Dia: Time


A banda The Baudelaires divulgou na noite deste sábado a capa do novo EP, City Love. Desde a noite do dia 5, por volta das 22h, já estava disponível para download no 4Shared uma prévia do disco: "Time", parceria de Ariel Andrade e Andro Baudelaire elogiada no Twitter por colegas de outras bandas de vários estados brasileiros (a master chegou às mãos da banda pouco depois do meio-dia do dia 4, por isso há comentários anteriores à postagem no 4Shared):
  • Ivan Jangoux (produtor musical de "Time"): Sobre a gravação dos Baudelaires... trabalho vocal muito belo. Muita gente vai se surpreender no resultado dessas vozes. Tá Bee Gees! (3/4, 23h02)
  • Larissa Xavier (La Orchestra Invisível - PA): ouvindo Time da @baudelairesband muito foda! (4/4, 22h04)
  • Rayana Amorim: Time do @baudelairesband é realmente boa! Já ouvi umas 4 vezes desde que baixei heuehueh (5/4, 0h54)
  • Lenilson Fonseca: essa musica Time tá firme muito boa sim (5/4, 11h03) / Escutando TIME DA BANDA @baudelairesband muito boa essa música (7/4, 17h28)
  • Gabriel Passos (Coletivo Popfuzz - AL): pô, tá MUITO legal! coisa linda essa música, parabéns aí! (5/4, 23h09)
  • Yuri Malcher (Paris Rock - PA): Ariel, parabéns pela música Time, realmente ficou muito foda. Impregna na cabeça. (7/4, 12h17)
  • George Monteiro (Paralelo Onze - PA): escutando a musica Time do @baudelairesband muito boa cara (7/4, 18h26)
  • Sandro Galtran (músico e produtor - PA): escutem "time" da @baudelairesband . um musicão (7/4, 20h38)
  • Kiko Lisboa (Velttenz / Garibaldo e o Resto do Mundo - MA): Recomendo! som muito massa (8/4, 14h)
THE BAUDELAIRES
"Time"
2011





Download

sábado, 23 de abril de 2011

Videografia: Luê


Já fazia algum tempo que eu queria criar esta nova seção no blog, reunindo numa mesma postagens todos (ou ao menos muitos) vídeos de um determinado artista ou banda. Resolvi iniciar com a jovem cantora paraense Luê Soares, que participou no dia 12 de abril da estreia do Fuxicando, como convidada de Juliana Sinimbú, que chamou também Arthur Espíndola e Renato Rosas. Na ocasião, foi dito que havia apenas um vídeo de Luê cantando no YouTube (o que já me levou a reivindicar que fossem postados mais vídeos). Fui atendido: depois daquele dia vários outros entraram no ar. A amostra é ainda mais significativa por dois fatores: o pouco tempo de carreira de Luê (cinco meses!) e o fato de ela não ter (ainda) uma página "oficial" em sites como o MySpace.

Começamos do começo: com a estreia de Luê como cantora, acontecida no show Meu Canto, que Arthur apresentou no Teatro Margarida Schivasappa, em 4 de novembro de 2010. É o que vemos aqui, em vídeo gravado pelo site http://www.belemdopara.com.br e colocado no ar no YouTube no dia seguinte.


  • Há outro vídeo desta participação, gravado por Cam1234132 e postado com o título "Deserto do Saara". Preferi a primeira para o blog porque o som está melhor e a imagem, mais nítida (apesar de reconhecer que a gravação de Cam1234132 tem cores mais vivas). Outra vantagem da versão postada por Cam1234132 é que ela mostra Luê entrando no palco, após ser chamada por Arthur, que conta ainda como ela sugeriu o arranjo de bossa que agora parece já ter nascido com a canção. Veja este vídeo em http://www.youtube.com/watch?v=DH_QooA6bEc&feature=related
Antes de começar a cantar, Luê já tinha algum tempo de carreira como instrumentista, tocando violino ou rabeca no Arraial da Pavulagem, de que seu pai Júnior Soares é um dos fundadores. Aqui temos Luê cantando "Alumiará" com o Arraial, num vídeo que entrou no ar em 20 de janeiro.



  • Neste outro vídeo de 2009, quando Luê atuava apenas como instrumentista, ela acompanha o Arraial, em show na Praça da República (Belém), tocando "Barca da Lua", de Júnior Soares - http://www.youtube.com/watch?v=p0THTBTFGGg
No mesmo dia em que esteve no Fuxicando, 12 de abril, Luê participou com Júnior Soares do programa Acústico Matéria Prima, da rádio Cultura, transmitido pela internet via twitcam. É o que vemos a seguir - ela canta novamente "Alumiará", e também "Sei Lá" (Felipe Cordeiro) e "Dunas da Princesa" (Ronaldo Silva).


Completam a lista três vídeos da atual temporada que Luê faz aos sábados no SESC Boulevard, e que vai encerrar dia 30. A postagem foi feita por Felalfaia no dia 20, então suponho que sejam do show do dia 16. As imagens estão um pouco embaçadas, mas são de momento o único registro existente da temporada. O primeiro vídeo é de "Nós Dois":



Segue o vídeo de "Tempo Invertido" (Renato Torres):



E, pra encerrar, novamente "Saara", com a participação do autor, Arthur Espíndola:



Artistas se mobilizam para ajudar Silvia Lobo

Por Luciana Medeiros*


A cantora Silvia Lobo
Desde o ano passado que os amigos de profissão vêm realizando shows com bilheterias voltadas ao tratamento de câncer a que a cantora vem se submetendo. Esta semana mais duas iniciativas que visam ajudar a cantora começaram a circular via e-mails e rede sociais.

Uma é a petição pública, que pode ser assinada on line, e que traz um abaixo assinado solicitando o auxílio das autoridades. A outra, muito inventiva, parte da atriz Ester Sá, que resolveu rifar seu mais novo espetáculo para angariar recursos.

Querida no meio artístico, a intérprete, compositora e instrumentista Silvia Lobo nasceu em Soure, na ilha do Marajó, passando a infância e adolescência na Região Marajoara, quando no final da década de 1980 iniciou a carreira, na qual valoriza a cultura paraense, transitando entre o erudito o popular e sempre deixando transparecer sua veia latina.

Entre outras coisas, Silvia gravou um disco de músicas latinas com a banda “Incas” e foi vocalista da orquestra “Alma Latina”, com a qual participou de inúmeros projetos de música pelo estado. Ela também conquistou premiações em festivais de música em todo o Brasil e tem participação em diversos discos como nos CDs do SERVFEST (Festival de Música dos Servidores do Estado), de 2005 e 2006, com as músicas “Acalanto Submerso”, de Yvonete Cardoso e “Desenredos”, de sua autoria com arranjos de seu marido, o músico Mário Jorge. Para saber mais sobre Silvia Lobo, acesse o site do Mega Portal Belém Web.

Mil Macacos - Há uma semana que Ester Sá vem divulgando em sua página no Facebook, a iniciativa de rifar a apresentação do espetáculo "Uma História com mil Macacos., em prol da campanha pela arrecadação de recursos ao tratamento de Silvia Lobo. O ganhador da rifa, que custa R$ 20,00, poderá levar para casa ou escolher o lugar onde quer que Ester Sá o apresente. O sorteio correrá pela loteria federal no dia 30 de abril.

A participação vale para pessoas físicas, mas também para as empresas, teatros, livrarias e outros locais, que podem entrar no jogo, contribuir com a campanha e quem sabe promover em seu espaço “Uma História de Mil Macacos”. Adaptado do livro homônimo de Ruth Rocha, o espetáculo foi apresentado recentemente na brinquedoteca do Parque Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves.

Engraçada, divertida e educativa, sem falar do talento de Ester Sá para o humor, a história conta como um cientista, que encomenda, via telegrama, alguns macacos para seus estudos, consegue provocar uma grande confusão por causa de um pequeno erro de redação. Com a narrativa feita de forma lúdica, a contação de Ester Sá para o texto de Ruth Rocha, desperta interesse das crianças e também dos adultos.

Como ajudar - Para participar da rifa, entre em contato com Ester Sá, pelo e-mail estersa.teatro@gmail.com. Para ajudar de outras formas, entre em contato com a família da cantora pelo telefone (91) 96110184. Há ainda uma conta corrente no Banpará que está recebendo depósitos. Anote: C/C: 0251127-4, AG: 027, em nome de Mario Jorge Alves Garcia.


* Publicado no Holofote Virtual -
22.4.11

sexta-feira, 22 de abril de 2011

No Estúdio: Eliana Printes


A cantora amazonense Eliana Printes inaugurou hoje seu canal no YouTube, disponibilizando um vídeo dos bastidores da gravação de seu novo CD de inéditas, na Cia. dos Técnicos (Rio de Janeiro). Ao fundo, ouve-se "A Cidade e o Luar", parceria de Eliana com Adonay Pereira.

Foi Show: Gigi Furtado no Fuxico


Na noite de ontem, Quinta-Feira Santa, Gigi Furtado (à esquerda) apresentou no Espaço Cultural Fuxico uma seleção de clássicos da MPB, como "País Tropical" e "Bebete Vãobora" (Jorge Ben) e "Madalena" (Ivan Lins - Ronaldo Monteiro de Souza). Nas canjas, a participação luxuosa de Joelma Klaudia (à direita), mandando ver em "Olhos Coloridos" (Macau) e "Pimenta com Sal" (Eliakin Rufino).

Joelma estava naturalmente eufórica, ainda por conta do anúncio de sua viagem em junho aos Estados Unidos. Aproveitamos para acertar, ontem mesmo, que seu primeiro show em Belém, após a volta do exterior, será no Fuxico, para um Fuxicando muito especial (aguardem!). Também ficou definido que o Som do Norte será o veículo oficial de notícias sobre a participação da cantora paraense no Afro Brazilian Arts 2011.
  • Antes de ir ao Fuxico, passei no Oásis, que não conhecia. Gostei muito do lugar, onde o grupo Choramingando tocou o fino do choro e do samba, indo de Ismael Silva e Noel Rosa a Beth Carvalho, tendo uma canja da cantora Aninha do Rosário, que aniversariava ontem e que cantou várias páginas musicais imorredouras do centenário Nelson Cavaquinho, além de sucessos de Clara Nunes.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Na Rede: Joelma Klaudia irá aos EUA em junho


A cantora paraense Joelma Klaudia irá participar do Afro Brazilian Arts 2011, entre os dias 7 a 12 de junho, em Washington, DC, Estados Unidos. A informação foi publicada no domingo, 17 de abril, pelo jornal O Liberal (Belém), em matéria intitulada A voz do Pará vai ecoar em Washington.

Junto com Joelma, viajam os músicos Mauricio Panzera, Renato Torres, Willy Benitez e Alexandre Pinheiro. O convite veio a partir de um contato com uma professora americana que ouviu Joelma cantando na Estação das Docas e comprou seu CD Dias Assim (que você pode escutar no Música do Norte). Por ora, o que falta mesmo é garantir mais duas passagens, pois o evento disponibilizou apenas duas para os músicos que acompanham Joelma. Ela quer levar a banda completa para apresentar aos americanos um som que vai misturar características brasileiras e paraenses com influências do mundo todo.

Se você quer ajudar, entre em contato com a cantora através do e-mail joelmaklau@gmail.com


quarta-feira, 20 de abril de 2011

Post nº 1500: Foi Show: Fuxicando com Lia Sophia

Davi Amorim e Lia Sophia
(foto: Rosa Sena)

A procura por lugares no Espaço Fuxico para o Fuxicando com Lia Sophia, que realizamos ontem, começou cedo - mais exatamente na segunda-feira. Sim, na véspera! Como o evento foi noticiado já no dia 18 em um jornal daqui de Belém, uma senhora foi ao Fuxico e bateu até ser atendida (na segunda, não há programação, só expediente interno). Ela por algum motivo achou que o show seria mesmo na segunda (atenção: o Fuxicando é às terças); quando entendeu que seria só no dia seguinte, quis logo comprar ingresso antecipado (mas a casa não trabalha desta forma: você vem, curte o show, e paga ao sair). E desde cedo, na terça, já havia várias mesas reservadas.

O que gerou tanta expectativa é fácil de entender: Lia Sophia tem se apresentado pouco em bares - ela que já chegou a ser dona de um, o Carpe Diem, como contou, numa das tantas histórias que pontuam o show Intimidade, reestreado em 6 de abril e que foi a base da apresentação de ontem. Ao lado do violonista Davi Amorim, Lia interpretou grandes sucessos como "Eu Só Quero Você", sua primeira composição, "A Flor", "Castelo de Luz", "Amor Amor", "Ao Pôr do Sol" e as inéditas "Salto Mortal" e "Ai Menina".

Na plateia, tivemos as ilustres presenças das cantoras Gigi Furtado e Débora Vasconcelos (Cacau Novais deu uma rápida passada por lá também; já aproveitamos para anunciá-la como a convidada do Fuxicando de 10 de maio); as produtoras Taísa Fernandes e Glaíde Carvalho; o radialista Fabrício Rocha; a atriz Wanda Monteiro (que já fuxicara conosco na estreia); a jornalista Marcela Brabo; entre outros.

Davi Amorim e Lia Sophia
(foto: Fabio Gomes)

A noite foi marcada por um fato curioso: a presença de uma fã da canção "Boca", composta por Débora Vasconcelos, e gravada por Lia no seu primeiro CD, Livre, de 2005 (antes de cantá-la neste show, Lia diz que muita gente acha que foi ela quem escreveu esta música, na verdade um grande presente que recebeu de Débora). A moça em questão é de fato fã da música "Boca" - ela a escuta no fone de ouvido quando vai de casa pro trabalho e quando retorna para casa, todos os dias. Foi esta fã que pediu, num bilhetinho, que Lia cantasse "Boca" e também "Tchau Tchau Amor". Mesmo já tendo tocado "Boca" pouco antes, Lia atendeu ambos os pedidos, reservando "Tchau..." para o bis final. Quando ouvi a fã contar a Lia a história de que escuta todos os dias a gravação no trajeto do trabalho, fiz questão de apresentá-la a Débora, que ficou radiante ao encontrar alguém que curte tanto uma obra sua.

Meus agradecimentos a Lia e ao Davi, que fuxicaram e nos encantaram na noite de ontem, a todos os que estiveram e/ou ajudaram a divulgar e também aos proprietários do Espaço Fuxico. Tudo indica que a parceria entre Fuxico e Som do Norte ainda vai render muitos outros bons frutos!


Agenda Belém: Fuxicando Samba

Arte: Débora Flor

Os jovens intérpretes João Alves e Sol Raiol são os convidados da terceira edição do Fuxicando, que será dedicada ao samba. Nas duas primeiras semanas, o evento, promovido pelo blog Som do Norte no Espaço Cultural Fuxico, registrou um bom público num dia da semana (a terça-feira) em que são poucas as opções de música ao vivo em Belém. O sucesso marcou a estreia, no dia 12, com a presença de Juliana Sinimbú, e se repetiu no dia 19, quando Lia Sophia apresentou no Fuxico o show Intimidade, no qual relembra sucessos dos CDs que já lançou e antecipa inéditas do disco Salto Mortal, com lançamento previsto para meados do ano.

João Alves é cantor e compositor. Desde o ano passado, apresentou-se em alguns bares da capital. Realizou em setembro de 2010 o show de abertura da primeira Noite Som do Norte, onde cantou ao lado da banda Paris Rock, que irá gravar uma de suas composições. No Fuxicando, João irá apresentar temas próprios e releituras de Chico Buarque, sua principal referência na música.

Sol Raiol é de Algodoal, cidade do litoral paraense, já tendo se apresentado em vários bares de Ananindeua e Belém, cidade em que mora há alguns meses. Nos feriados, Sol sempre retorna a Algodoal, onde canta há mais de dois anos no bar Princesinha. Em sua participação no Fuxicando, a artista irá interpretar grandes sucessos do samba e da MPB.

SERVIÇO

Fuxicando Samba - com João Alves e Sol Raiol
Espaço Cultural Fuxico (Trav. Rui Barbosa, 1861, entre Conselheiro Furtado e Mundurucus - ao lado da Aliança Francesa de Belém)
Data: 26 de abril, terça, 21h
Passaporte: R$ 10
Realização: http://www.somdonorte.com.br/

Abaixo-assinado em prol da artista paraense Sílvia Lobo


Amigos(as),

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online: «Em prol da artista paraense Sílvia Lobo»

"Abaixo-assinado Em prol da artista paraense Sílvia Lobo

Para: Governo do Estado do Pará

Nós, artistas e amantes da arte abaixo assinados, vimos solicitar ao Governo do Estado do Pará, auxílio à artista Sílvia Lobo, que vem enfrentando corajosamente um câncer. A situação agravou-se e a família encontra-se enfrentando muitas dificuldades financeiras, o que num caso de doença, ainda torna mais desesperadora a situação. Nós artistas e amantes da arte abaixo assinados, cremos na solidariedade e solicitamos providências urgentes para diminuir o sofrimento desta cantora paraense.

Os signatários"

Pessoalmente, concordo com este abaixo-assinado e acho que você também pode concordar.

Assine o abaixo-assinado e divulgue para seus contatos.

Obrigado,

Fabio de Oliveira Gomes


Agenda Macapá: Festa de São Jorge no Laguinho


Por Mariléia Maciel

Conhecido como o Santo Guerreiro, São Jorge é o santo homenageado no próximo sábado, 23, pela família Prazeres, no bairro do Laguinho. Durante o dia inteiro a família da Tia Geralda recebe devotos e curiosos que participam de programação que inicia às 06:00 e termina às 4:00 do dia seguinte. Matriarca da família Prazeres, dona Geralda, falecida, festejava todos os anos o santo com orações e passou a tradição religiosa para filhos e netos que hoje organizam o Marabaixo da Tia Geralda que se apresenta especialmente na homenagem.

O santo é festejado em diversas partes do mundo por fiéis católicos e praticantes das religiões de matriz africana. Em Macapá, a festa segue as tradicionais homenagens aos santos realizadas em todo o Estado, unindo o profano ao lúdico, com marabaixo, fé católica, distribuição de caldos e gengibirra e baile dançante. A programação inicia às 6h com alvorada de fogos, o mastro de São Jorge é levantado às 7h e logo após tem a missa. Às 9h30 será servido o café da manhã.


Durante todo o dia os festeiros, família, amigos e colaboradores organizam a programação noturna com a preparação de caldos, gengibirra e ornamentação. Às 20h é realizada a ladainha em latim e logo após, grupos de marabaixo convidados se apresentam até meia-noite, quando começa o baile com som mecânico. A organização garante segurança e policiamento. A casa da família Prazeres fica na avenida são José esquina com Nações Unidas, no Laguinho.

Padre Paulo e Danni Ramos

terça-feira, 19 de abril de 2011

Agenda Manaus: Riffs Desplugados

Tudo pelos Ares no Grito Rock Boa Vista 2011

Em seu segundo mês, o Projeto Riffs Desplugados apresenta a banda Tudo Pelos Ares, no Espaço Cultural Thiago de Mello da Saraiva Megastore Manaus. A Rádio Amazonas FM fará cobertura ao vivo do evento.

A Tudo Pelos Ares faz um hard rock cru e honesto, com letras em português buscando sempre passar a realidade de forma irreverente, sem perder o conteúdo. A banda tem influências do rock dos anos 70 e 80 como AC/DC e Black Sabbath. A banda tem um disco lançado, Senta Pua, que traz os hits "Do Lado Escuro da Nossa Lua", "Vida Alheia", "Futebol, Samba, e Rock n Roll" e "Bem Dentro de Você". O disco recebeu ótimas críticas e teve um reconhecimento maior por parte do público, que sempre lota os shows da banda.

Recentemente, a Tudo Pelos Ares foi destaque no Festival Até o Tucupi 2010, sendo também considerada pelo público de Roraima como a melhor banda do Grito Rock Boa Vista 2011 - na viagem até o estado vizinho, a TPA também participou do primeiro Grito Rock realizado em Pacaraima.

A banda é formada por Eduardo Molotievscki - guitarra e voz, Luighi Paolo – guitarra, Rubens Junior – bateria e Marcelo Lima – baixo. Nessa 2ª edição do Projeto Riffs Desplugados a banda vai lançar o novo single, "Insaciável".

SERVIÇO

Riffs Desplugados - Tudo pelos Ares
Data: quinta-feira, 21 /4
Horário: 19h30
Local: Saraiva MegaStore
Entrada Franca !!!
Sorteio das Marmitas Culturais (pacotes de brindes contendo CDs e DVDs)
Realização: Blog Manifesto Rock, Saraiva MegaStore Manaus e Coletivo Difusão
O Som do Norte apóia o Riffs Desplugados


Sandro Nine (em pé) fazendo a apresentação
do 1º Riffs, com a Ed Ondo

Saiba mais:

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Amapá: Ciclo do Marabaixo começa neste domingo no Laguinho

Por Mariléia Maciel

Começa neste domingo, 24, em Macapá, no bairro Laguinho, na casa da Tia Biló, o Ciclo do Marabaixo 2011, marcando os festejos em homenagem à Santíssima Trindade e Divino Espírito Santo. Homenageados há mais de duzentos anos por família amapaenses, os santos são festejados dentro da religião católica mas com o costume brasileiro de incluir o lúdico, unindo às ladainhas e missa rodadas de marabaixo e bailes dançantes. A programação inicia no Domingo de Páscoa e se prolonga até o Domingo do Senhor, após Corpus Crhisti, no dia 26 de junho. Constam ainda nos festejos, o corte dos mastros nas matas do Curiaú, levantar e derrubada dos mesmos com a participação de devotos, estudiosos e população em geral.


No Laguinho, local escolhido pela família de Mestre Julião Ramos para morar após a mudança das famílias que iniciaram o povoamento de Macapá do Centro, a bisneta Danniela Ramos dá continuidade à tradição. Ela preside a Associação Cultural Raimundo Ladislau, que reúne mais de 100 integrantes de todas as idades, comprometidos em não deixar a cultura amapaense se perder no tempo. Sob o comando da Tia Biló, única filha viva de Julião Ramos, ela e outros familiares e amigos se reúnem para organizar a festa que se eterniza com empenho e persistência da família Ramos.

- O mais importante é que hoje temos o reconhecimento e respeito das pessoas, tivemos que vencer muitas barreiras, na sociedade, com autoridades e até com a igreja, por falta de conhecimento da cultura, agora sofremos menos preconceitos e somos prestigiados, recebemos muitos convites, temos o apoio do Governo e a satisfação de ver jovens e crianças orgulhosos em usar saias e calça branca e colocar flor na cabeça - comemora Danniela. Ela foi uma das responsáveis por transformar o marabaixo do Laguinho em fonte de pesquisa e referência cultural.


O Governo do Estado é parceiro dos cinco festeiros do marabaixo em Macapá. Dois são do Laguinho, outros dois do bairro Favela e o quinto é do distrito de Campina Grande. Este ano a Secult (Secretaria de Cultura) vai investir R$ 80 mil para que as cinco famílias organizem a festa. A primeira parcela será paga esta semana, e a segunda no mês de maio. O Governo vai ainda construir uma maloca na Favela, que está sem local adequado para a festa.

Cantando ladrão

O grupo Raimundo Ladislau foi o primeiro a realizar promoções para que o Ciclo não dependa unicamente do Governo do Estado. No entender de Danniela, "Somos a favor do Governo ajudar, mas a cultura destes festejos têm hoje respeito e força para sobreviver ser depender totalmente do Estado".


Neste domingo o Marabaixo da Ressurreição começa às 17h, e a programação continua no dia 28 de maio com o corte dos mastros no Curiaú. Será distribuído caldo e gengibirra para os participantes.

Gengibirra


Segue abaixo a programação:
  • 24/4 - 17h - Domingo de Páscoa - 1º marabaixo (Marabaixo da Ressurreição)


  • 28/5 - 9h - Sábado do Mastro - Corte do Mastro no Curiaú

  • 29/5 - 10h - Domingo do Mastro - 2º marabaixo (a festa vai até a meia-noite)


  • 1/6 - 17h - Quarta-feira da Murta do Divino Espírito Santo - 3º marabaixo (que se estende até o amanhecer do dia 2/6)
  • 2/6 - Quinta-feira da Hora: Levantamento do Mastro do Divino Espírito Santo / 21h - 1º Baile dos Sócios do Divino Espírito Santo
  • 3/6 - 19h - Início das Novenas do Divino Espírito Santo
  • 10/6 - 19h - Início das Novenas da Santíssima Trindade
  • 11/6 - 21h - 2º Baile dos Sócios do Divino Espírito Santo
  • 12/6 - 7h - Domingo do Divino Espírito Santo - missa na Igreja de São Benedito, em seguida café da manhã na casa da festeira / 16h - Murta da Santíssima Trindade (4º marabaixo, até o amanhecer
    do dia 13)


  • 13/6 - amanhecer - Levantamento do Mastro da Santíssima Trindade / 21h - 1º Baile dos Sócios da Santíssima Trindade
  • 18/6 - 21h - 2º Baile dos Sócios da Santíssima Trindade
  • 19/6 - 7h - Domingo da Santíssima Trindade - missa na Igreja de São Benedito, em seguida café da manhã na casa da festeira
  • 23/6 - 20h - Corpus Christi - 5º marabaixo
  • 26/6 - 17h - Domingo do Senhor - Derrubada dos mastros, escolha dos festeiros do próximo ano e encerramento do Ciclo do Marabaixo 2011


As fotos que ilustram a matéria são do Ciclo 2010.

domingo, 17 de abril de 2011

Foi Show: Gaby Amarantos na Virada Cultural 2011


O horário do show de Gaby Amarantos (acompanhada por Félix y Los Carozos) na Virada Cultural 2011 de São Paulo não era dos mais convidativos (6h da manhã), mas isso não impediu a presença de um bom público no palco da alameda Barão de Limeira, nem atrapalhou o interesse da imprensa especializada. Basta dizer que, antes mesmo do meio-dia, já estavam no ar duas resenhas do madrugador espetáculo:
  • Já às 11h40, o site do Jornal da Tarde publicou a matéria de Pedro Antunes, A Beyoncé do Pará agita o início de domingo. Trecho: "Figurinha frequente nas casas de show do Baixo Augusta, Gaby e seu tecnobrega se tornaram cult. Ela sabe dessa força e a usa a seu favor, sempre fazendo questão de afirmar suas origens: 'Eu tenho orgulho do Pará', dizia ela, a todo momento. A moça, em dado momento, sacou uma bandeira do seu Estado, e ficou abraçada a ela."

Madalena Jorge Aliverti ministra Oficina de Canto em Belém


Integrando a escuta, a produção e a reflexão sobre o fazer musical, a oficina garante a construção de um prévio conhecimento vocal, prazeroso e significativo. Em encontros semanais, em grupo, os alunos desenvolvem competências para escutar, estudar, escolher repertório, interpretar etc. Trabalhando com a voz e com o corpo, os alunos terão acesso às técnicas necessárias ao desenvolvimento de seus talentos.

O programa abrange temas como: história e evolução do canto; fisiologia vocal; impostação vocal; respiração para cantores; escolha de repertório; interpretação;e técnicas cênicas, entre outros.

Local: Spazzio D’Arte- Av. Gentil Bitencourt n° 982 Casa 06
Informações: 91-8118-2330
Datas: 7, 14, 21 e 28 de maio (sábados), das 9 às 11h
Valor de inscrição: R$ 150,00
Para formar turma, é necessário ter um mínimo de 15 inscritos.


Macapá: Próximo Baile Livre, Leve e Solto será em 7 de maio


O maestro Manoel Cordeiro anunciou no Facebook nesta manhã de domingo que o próximo Baile Livre, Leve e Solto irá acontecer no dia 7 de maio, um sábado, véspera do Dia das Mães. Neste terceiro Baile em Macapá, Juliele (foto acima) terá como convidados Luiz Melodia (RJ - abaixo) e Felipe Cordeiro (PA - à esquerda).

Juliele volta nesta segunda para Macapá, depois de passar a última semana no Rio de Janeiro,acompanhando a mixagem do CD junto com seu maestro. Aproveitou-se a viagem também para gravar as duas músicas que completam o álbum: uma de Felipe Cordeiro, e outra da parceria Osmar Júnior e Enrico Di Micelli, "Pedra de Mistério".


sábado, 16 de abril de 2011

Na Rede: HCL vence duas votações do Roraima Rock'n'Roll


HCL no Espaço Rock (SESC Boa Vista - 19.3.11)
Foto: Pablo Felippe

A banda HCL sagrou-se vencedora nas duas enquetes promovidas recentemente pelo blog Roraima Rock'n'Roll, cujos resultados foram anunciados neste sábado:

  • Atração de estreia do programa Bandas de Roraima, da Web TV Roraimarocknroll, que vai ao ar em maio - A HCL recebeu 1853 votos, trezentos a mais que a segunda colocada, Kandelabrus (leia mais aqui). Bandas interessadas em participar do programa devem enviar um email para roraimarock@gmail.com que estarão automaticamente inscritas.
  • Votação do Skinni Rock Festival - A HCL foi a banda mais votada, recebendo a preferência de 3.456 internautas; seguiram-se Ostin (3.361), Kandelabrus (3.008) e Elvis From Hell (2.180). Estas quatro tocam no Skinni no dia 11 de junho. As quatro bandas com melhor votação depois destas - Jamrock (1.944 votos), Rolling Bones (583), Mr. Jungle (297) e Insert Rock (275) - disputam em maio uma prévia seletiva, que vai preencher a 5ª vaga para o dia 11/6. Classifica-se a banda que somar mais votos contando-se a enquete já realizada e a votação do público no próprio dia da seletiva. (leia mais aqui)

O Skinni Rock Festival tem o apoio do Som do Norte.


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Agenda Belém: Cacau Novais

(Arte: Débora Flor,
sobre foto de Marcio Monteiro)

Cacau Novais volta a se apresentar nas noites de Belém. Após quase dois anos sem cantar em bares (a última vez foi com o Minni Paulo Trio no extinto Baiacool Jazz Club, em junho de 2009), a intérprete inicia no uma temporada de quatro domingos com muito jazz, bossa nova, samba e até salsa.

- Será um repertório eclético, vou fazer canções de Tom Jobim, Vinicius, Baden Powell, Cole Porter, Gershwin... - adianta a artista, que será acompanhada pelo violonista Bob Freitas.

Também atriz e arte-educadora, Cacau Novais iniciou a carreira com cantando música de igreja, através da qual adquiriu afinidade com a música negra norte-americana. Aperfeiçoou-se estudando canto lírico e participando de grupos corais como o Madrigal da Uepa e o Coro Carlos Gomes. Em 2006, participou do CD Waldemar Inédito e Raro Henrique 2, lançado pela Secretaria de Cultura do Estado com show no Theatro da Paz.

Entre seus trabalhos mais recentes, destacam-se, em 2010, a atuação como a "Misteriosa" na peça Ópera Profano, de Carlos Correia Santos, e a participação na montagem da ópera La Traviata e no concerto de Natal da Amazônia Jazz Band. No começo deste ano, Cacau participou do show do aniversário de Belém, no Pier das Onze Janelas, em janeiro, e da programação comemorativa dos 140 anos da Biblioteca Arthur Vianna, do Centur, no final de março.
  • O Municipal confirmou na noite de 9 de maio as novas datas de Cacau Novais no bar. Depois de ter estreado no dia 1º de maio, ela segue temporada nos dias 15, 22 e 29/5. No dia 8, o estabelecimento não abriu em razão do Dia das Mães.
  • Obs: No último dia, 29/5, Cacau será substituída por Jeanne Darwich.
SERVIÇO

Cacau Novais
Bar Municipal (Municipalidade, 1643, esquina com Soares Carneiro)
Domingos de maio, 22h


Oportunidade Norte: Programa Companhia da Música


Recebi na noite de quarta um e-mail do jornalista, pesquisador musical e radialista Gilberto Mineiro, que produz e apresenta na Rádio Universidade FM de São Luís o programa Companhia da Música, que vai ao ar às quintas, a partir das 20h.

Gilberto quer divulgar em seu programa artistas da região Norte. Os interessados em ter suas canções executadas no rádio maranhense podem enviar os CDs para Gilberto à Rua Santa Rita, 664, Centro, São Luís, MA, CEP 65015-430. Releases podem ser encaminhados para o e-mail gilbertomineiro@hotmail.com

Com mais de 20 anos como pesquisador musical, produtor cultural e jornalista (também escreve sobre música e cinema e jornais ludovicenses), Gilberto expõe os dois motivos pelos quais prefere que os artistas enviem CDs, e não MP3:

- Primeiro, pessoalmente acho o som de MP3 muito comprimido; segundo, apresento os CDs em meu programa, assim como são, um produto com conceito de início e fim - um livro é assim também, então os apresento comentando desde o projeto gráfico ao panorama musical.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Agenda Belém: Fuxicando com Lia Sophia


O nosso novo projeto, o Fuxicando, estreou com muito sucesso ontem no Espaço Cultural Fuxico, aqui em Belém. O público presente ouviu música de altíssimo nível e riu muito com as histórias contadas por Juliana Sinimbú, seus convidados Renato Rosas, Arthur Espíndola e Luê, mais as canjas poéticas da atriz Wanda Monteiro (até eu contei uma piada!). Nossos agradecimentos à casa e a quem foi prestigiar o show, em especial ao Fã-Clube Bem Musical e ao produtor cultural Marcelo Arêde.

***


A convidada da segunda edição do Fuxicando é a cantora e compositora Lia Sophia, com seu show Intimidade. Um passeio pela trajetória da artista, o show fora apresentado em maio de 2007, no Teatro Maria Silvia Nunes, na semana de aniversário da Estação das Docas, e só voltou a cartaz recentemente, em 6 de abril, no Teatro Margarida Schivasappa. Nele, ao lado do violonista Davi Amorim, Lia relembra o início de seu aprendizado musical, as primeiras composições, o tempo em que foi dona de bar em Belém, canções que marcaram seus três CDs já lançados - Livre (2005), Castelo de Luz (2009) e Amor Amor (2010) -, além de antecipar inéditas do quarto CD, Salto Mortal, a sair em breve. Quem prestigiou a reestreia do show no dia 6 pôde ouvir inclusive canções que a própria Lia ainda não dá como prontas, e que podem (ou não) entrar no futuro disco.

SERVIÇO


Fuxicando com Lia Sophia
Participação especial: Davi Amorim (violão)
Espaço Cultural Fuxico (Trav. Rui Barbosa 1861 entre Conselheiro Furtado e Mundurucus)
19 de abril, terça, 21h
R$ 10
Realização: http://www.somdonorte.com.br/

terça-feira, 12 de abril de 2011

Músicos criam Fórum Permanente de Música do Amazonas

No próximo dia 13 de abril será criado o Fórum Permanente da Música no Amazonas, no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (Caua), às 15h. Uma iniciativa da sociedade civil que reúne músicos, compositores, produtores musicais e demais profissionais da cadeia produtiva da música no Estado com a finalidade de contribuir com o fortalecimento do cenário cultural no Amazonas.

O Fórum surge em meio as mobilizações dos músicos contra atual gestão da Ordem dos Músicos do Brasil Seccional Amazonas tidas pelos músicos como um acontecimento histórico de mobilização da classe. A criação do fórum proporciona um campo favorável e continuo de mobilizações, argumentações e deliberações quanto ao posicionamento que os músicos possuem e que irão tomar sobre os processos políticos e culturais no estado.

Na reunião de criação do Fórum será colocada para apreciação e aprovação dos músicos presentes na reunião as sugestões iniciais que nortearão as ações do Fórum e serão formadas as comissões que irão proporcionar os debates e deliberações dos temas pertinentes aos agentes da cadeia produtiva da música e a sociedade.

Fórum Permanente da Música
Data: 13 de abril (quarta feira)
Local: Caua - Auditório do Centro de Artes da Universidade do Amazonas, Rua Monsenhor Coutinho, S/Nº - Centro
Horário: 15h

Por Allan Gomes
Comunicação e Audiovisual I Coletivo Difusão

(92) 8825-7761/ (92) 8127-1744/ (92) 3307-9570
allan.difusao@gmail.com
Twitter: @alantremere

*Publicado originalmente no
Manifesto Rock Underground